Acessibilidade

Campo Limpo Paulista tem 1º paciente em hemodiálise em casa

25 Set 2019

Você já ouviu falar em hemodiálise peritoneal? A modalidade do tratamento, que permite que o paciente faça o procedimento em casa, já é uma realidade em Campo Limpo Paulista. O primeiro paciente a usar o método é Osmar Fernandes, de 75 anos, que já fazia o tratamento no Centro de Nefrologia 'dra. Débora de Paula Castro', inaugurado há pouco mais de um ano pelo prefeito dr. Japim Andrade. 

A hemodiálise peritoneal surgiu como alternativa ao tratamento de Osmar, que estava passando por complicações como o entupimento de veias no tratamento tradicional. Para poder fazer em casa, houve uma mudança de rotina. Com a ajuda da filha Eliana Fernandes, Osmar preparou um quarto na casa exclusivo para usar os equipamentos.

Além disso, ele passou por um rigoroso treinamento feito no próprio Centro de Nefrologia com a enfermeira Jaqueline Alves de Souza. Entre os principais pontos ressaltados pela profissional ao paciente, além de explicações sobre como manusear os itens do tratamento, estão dicas de higiene. Mensalmente ele receberá o material em casa para fazer a hemodiálise. "No entanto, uma vez ao mês ele virá até o Centro de Hemodiálise para coletar exames e ser examinado pelo médico especialista", explica ela, que fez o trabalho de treinamento com a enfermeira Luciene Muniz Cena.

O paciente comenta que a princípio ficou apreensivo, mas depois ficou mais tranquilo com o procedimento em casa. Desde terça-feira (24) ele está fazendo tudo com a ajuda da filha. "É a alternativa correta para o meu tratamento. Está tudo indo bem, achei bem prático e fácil de fazer. O que dá mais trabalho é higienizar todo o ambiente."

MAIS - Em pouco mais de um ano, 15,8 mil sessões de hemodiálise foram realizadas no Centro De Nefrologia Dra Débora de Paula Castro. Mensalmente, 112 pacientes passam pelo local. Cerca de 400 atendimentos ambulatoriais foram realizados.

A qualidade do serviço realizado na cidade já virou referência para a região. Hoje, 50% dos pacientes atendidos nas sessões de hemodiálise são de Campo Limpo Paulista. Os demais são de Caieiras, Cajamar, Várzea Paulista, Francisco Morato, Jarinu, Jundiaí e Mairiporã. 


Assessoria de Imprensa

Departamento de Comunicação de Campo Limpo Paulista

deixe um comentário