Acessibilidade

Dia do Rim é marcado pela prevenção e conscientização

14 Mar 2019

Campo Limpo Paulista teve o Dia Mundial do Rim (14 de março) marcado por uma ação pautada pela prevenção e informação, em frente ao Paço Municipal. Uma equipe especializada realizou teste de glicemia e aferiu a pressão dos munícipes. O evento foi uma realização da Prefeitura em parceria com o Centro de Hemodiálise do município, Unifaccamp e Sociedade Brasileira de Nefrologia.

Quem passou pelo espaço respondeu a um questionário, com perguntas relacionadas à hipertensão, diabetes mellitus, doença renal crônica na família, hábitos prejudiciais à saúde, entre outros. Alguns pacientes receberam orientação para procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima para acompanhar a situação dos rins, já que pressão alta e diabetes podem ser indícios para uma doença renal futura.

O prefeito dr. Japim Andrade, que é nefrologista, acompanhou a ação e falou da mobilização na cidade. "É importantíssimo conscientizar a população de que duas doenças controláveis, como a hipertensão e diabetes mellitus, podem levar às doenças renais caso não sejam tratadas adequadamente."

O enfermeiro do Centro de Hemodiálise, Ederson Vicente Rodrigues, participou da orientação à população ao longo do dia e falou à comunidade sobre os fatores de risco. "A ação é um alerta para que cuidados com a saúde evitem doenças renais."

Entre as informações à população, está o fato de que a Doença Renal Crônica é uma doença silenciosa, que afeta a qualidade de vida, Entre as dicas para evita-la está: ter hábitos alimentares saudáveis, controlar pressão arterial, não fumar, controlar o peso, praticar atividade física regular, consultar o médico regularmente e solicitar exame de creatinina no sangue, beber água e não tomar remédios sem orientação médica. 

Quem compareceu, aprovou. "Já passei por cirurgias no coração e ando em falta com as visitas ao médico, vou procurar a UBS o quanto antes", disse Ana Cristina Pellegrini Bisi, moradora do Botujuru, que constatou que a pressão arterial estava acima do normal. Além dela, a moradora do São José, Ana Cristina Dias também parou para conferir como está a glicemia. "Felizmente está tudo bem, mas é importante verificar se há problemas com a nossa saúde para que possamos tomar os cuidados adequados." 


    

Assessoria de Imprensa

Departamento de Comunicação de Campo Limpo Paulista

deixe um comentário