Acessibilidade

Esporte inicia formação ativa de professores com troca de vivências

11 Jun 2019

A Secretaria de Esportes e Lazer iniciou nesta segunda-feira (11), a formação ativa de professores da pasta. O projeto é idealizado pelas profissionais de Educação Física, Laís de Matos Souza e Juliana Martins, e prevê a troca de experiências entre os profissionais com o rodízio de ensino nas escolinhas esportivas.

Para o prefeito dr. Japim Andrade, a iniciativa aprimora os conhecimento dos profissionais do esporte. "Investir no conhecimento nunca é demais. A troca de experiências permite que os educadores ampliem horizontes e intercalem didáticas das modalidades", salientou o chefe do Executivo.

De acordo com a Educadora Física, Laís de Matos, os professores já têm na grade horária duas horas para aperfeiçoamento e nesta fase foi implantado o projeto como módulo prático. "Antes essas horas tinham uma vivência mais teórica e agora se concretizam com a prática", disse.

Ao estrear o programa, os professores do complexo aquático, Sara Salgado e Valter Lopes, foram integrados para a vivência da modalidade atletismo. Na próxima segunda-feira (17), profissionais do handebol e do atletismo migram para o ensino do basquete. "A experiência é ótima porque saímos da zona de conforto e nos dedicamos a outras vertentes do universo da educação Física que é uma área tão plural e enriquecedora. Os idealizadores estão de parabéns", comentou a professora Salgado.

Os professores que participam das trocas experimentais, são das modalidades que oferecem escolinha, de 7 a 14 anos, aos munícipes: atletismo, natação, basquete, futsal, futebol de campo, handebol, ginástica rítmica e vôlei.  O coordenador das Modalidades, Nestor Bertini, afirmou que a adesão do projeto foi um sucesso e que ele não onera os cofres públicos.

"Neste primeiro dia de atividades já vimos um brilho diferente no olhar de nossos profissionais. Com a nova proposta, eles reciclam os conhecimentos, o que favorece a população que conta a cada dia com professores mais qualificados, além de ser totalmente gratuito", frisou Bertini.

O projeto segue até dezembro e conta com 25 professores participantes. "O intuito é valorizar estes profissionais e tirá-los de um único aspecto de suas profissões. Ao mesmo tempo em que eles aprendem novas tendências e linguagens esportivas, também ensinam o que já sabem aos colegas. É uma troca mútua", finalizou Ortega.

 

Assessoria de Imprensa

Departamento de Comunicação de Campo Limpo Paulista

deixe um comentário