GM aumenta em 43% as prisões em flagrante em Campo Limpo Paulista

01 Set 2017

A intensificação das operações da Guarda Municipal de Campo Limpo Paulista, por determinação do prefeito dr. Japim Andrade, fez com que o número de prisões em flagrante na cidade aumentasse em 43% de janeiro a julho de 2017, quando comparado ao mesmo período de 2016.

De acordo com a Secretaria de Segurança Integrada do município, o dado se refere a ocorrências de tráfico de drogas, furtos, roubos, lesão corporal dolosa, violência doméstica e tentativas de homicídio.

"Temos trabalhado com constantes operações preventivas, focando na redução da criminalidade no município", destaca o secretário da pasta, Paulo Novak. E a proposta tem dado certo. Apesar de o número de flagrantes ter aumentado, a taxa de alguns crimes caiu na cidade, comparadas ao ano anterior. Segundo os dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, o número de roubos de janeiro a junho teve uma queda de 8%, com 198 casos registrados em boletim de ocorrência em 2016 e 181 no mesmo período de 2017.

Os casos de furto de veículos também caíram. Até junho de 2017 foram registrados 80 casos, contra 103 de 2016, uma queda de 22,3%. "Nosso foco é proporcionar à população uma Campo Limpo Paulista segura, com índices cada vez mais positivos. Por isso, estamos investindo e incentivando a nossa Guarda Municipal", diz o prefeito Dr. Japim Andrade, reforçando que a relação do governo tem solicitado empenho da Polícia Militar em ações preventivas na cidade.

Ele lembra que investimentos estão sendo realizados como a entrega de 70 kits de uniforme e equipamentos de proteção individual (EPI). Ao longo desse ano os GMs passaram por várias capacitações, com resgate e rapel para socorro em áreas de difícil acesso; instrução de trânsito e direção defensiva; uso de algemas e violência doméstica; atendimento pré-hospitalar; entre outros.

No início do ano, a GM estava com os registros de arma de fogo junto à Polícia Federal (P.F.) vencidos, o que foram regularizados pela administração atual. Foi efetuado um laudo de tiro, junto a instrutores da P.F., que autoriza a corporação a portar e usar arma de fogo. Desde novembro de 2016 essa autorização estava suspensa.

O alvará para a licença de funcionamento da Guarda Municipal estava vencido desde 2016 e a situação foi regularizada no começo de 2017. Também está em andamento a implantação de uma central de monitoramento. Serão instaladas câmeras na região central da cidade e principais entradas em parceria com a Associação Comercial e Empresarial de Campo Limpo Paulista (ACE).

Assessoria de Imprensa

Departamento de Comunicação de Campo Limpo Paulista

deixe um comentário