Prefeitura completa um ano à frente do Hospital de Clínicas com resultados positivos

08 Jan 2018

Ampliação de atendimentos, mais serviços, aumento no número de internações e redução de custo anual de R$ 20 milhões. Todos esses pontos positivos foram conquistados ao longo do primeiro ano da gestão do Hospital de Clínicas feita pela Prefeitura de Campo Limpo Paulista.

A proposta partiu do prefeito dr. Japim Andrade, que em janeiro de 2017, ao constatar que a gestão por meio de Organizações Sociais (OSs) apresentava diversas falhas, decidiu optar pela administração direta. E os resultados dessa mudança que foi feita há exatamente um ano são positivos.

O número de atendimentos saltou de 119.838 de janeiro a dezembro de 2016 para 129.171 no mesmo período em 2017. O número de internações subiu de 2.606 em 2016 para 2.692 em 2017. O HC passou a fazer durante a gestão do dr. Japim as cirurgias oftalmológicas , que chegam a uma média de 15 por mês. Além disso, retomou os partos, que chegaram a 1040 nascimentos em 2017. "Trabalhamos muito ao longo de todo o ano para reorganizar o atendimento e proporcionar à população uma saúde de qualidade", disse o prefeito.

Outro passo dado foi a modernização da área de raio-x, que atualmente conta com dois aparelhos em funcionamento. Uma terceira máquina, portátil que poderá ser levada aos quartos dos pacientes mais debilitados, entra em funcionamento em breve. "Todo o sistema é informatizado, reduzindo o uso de papel e toner. O paciente faz o exame e ele vai direto para o computador do médico", ressalta Japim, lembrando que neste ano a proposta é informatizar e interligar toda a rede de saúde.

O prefeito frisou ainda que as áreas de medicamentos e de insumos do HC também merecem destaque. "Passamos por muitas dificuldades e agora, felizmente, essa é uma área abastecida e que funciona corretamente." Outro ponto importante lembrado pelo prefeito é o pagamento de todos os funcionários, que está em dia. Além disso, o jardim do Hospital foi revitalizado.

MAIS -A gestão está ainda empenhada em instalar no município a Fundação Pública de Saúde de Direito Privado. O conselho curador encaminhará, nos próximos dias, o estatuto para a aprovação do Ministério Público.

Com a Fundação pode haver economia na Saúde, com a compra de medicamentos em grandes quantidades, por exemplo. Com a Fundação será ainda possível obter o Certificado das Entidades Beneficentes da Assistência Social, o CEBAS, que isenta a Saúde de diversos impostos, o que pode gerar uma economia de 14%.

 

Assessoria de Imprensa

Departamento de Comunicação de Campo Limpo Paulista

deixe um comentário