Casa Civil

Prefeitura valoriza o servidor público com melhorias administrativas

Data da publicação: 28/10/2022 17:10:22

Imagem:

A Prefeitura de Campo Limpo Paulista conta, atualmente, com cerca de 2.000 servidores, distribuídos nos mais diferentes departamentos, trabalhando para uma cidade organizada e com as contas em dia.  A gestão do Prefeito Dr. Luiz Braz e o vice-prefeito Paulo Fávaro desenvolveram diversas ações que valorizam o servidor público. A principal delas foi a reforma administrativa, aprovada no início de junho deste ano. A nova lei regulamentou os cargos comissionados que só podem ser ocupados por funcionários com bacharelado e alavanca entre os efetivos a possibilidade de ascensão na carreira, por meritocracia. A previsão é de mais de R$ 6 milhões/ano de economia com folha de pagamento do funcionalismo, isso é resultado de mudanças inovadoras, como a promoção de 200 funcionários concursados (ou efetivos) através de Função Gratificada (FG).

Dando continuidade ao trabalho, a Prefeitura de Campo Limpo Paulista elaborou e protocolou o projeto de lei de nº2477 na Câmara Municipal, que criou o cartão alimentação do funcionalismo, em substituição à atual cesta básica. Os valores do cartão alimentação e da cesta básica foram incorporados em um único cartão, inicialmente no valor de R $262,78. Para melhorar ainda mais o benefício, o prefeito Dr. Luiz Braz reajustou o valor para R $400,00. Além de maior liberdade para aquisição de produtos, o servidor tem mais opções de compra. 

Recentemente, a Prefeitura de Campo Limpo Paulista, através da lei de nº 2.536,  vai custear aos servidores com formação de nível superior uma pós-graduação presencial em Gestão Pública, com 80 vagas. “ Tudo o que estamos fazendo tem o objetivo de mudar o patamar dos nossos serviços. Qualificar nossa equipe trará a valorização que eles precisam e um serviço bem prestado ao morador campolimpense”, afirma o Prefeito Dr. Luiz Braz. 

Outra alteração administrativa foi a revogação da Lei 2.134 de 9 de dezembro de 2011, que retira o Peru de Natal que é entregue aos servidores públicos no final do ano foi necessária por conta da dificuldade logística encontrada em anos anteriores como, por exemplo, armazenar os alimentos que não são retirados na data correta. Desta forma, o valor do Peru será creditado integralmente no cartão alimentação, dando liberdade para que este seja usado da forma que for necessária, melhorando ainda mais a mesa de Natal das famílias. 
 

Origem

O dia do funcionário público foi instituído no governo do presidente Getúlio Vargas, através da criação do Conselho Federal do Serviço Público Civil, em 1937. As leis que regem os direitos e deveres dos funcionários que prestam serviços públicos estão no decreto nº 1.713, de 28 de outubro de 1939, motivo pelo qual é o dia da comemoração desse profissional. 

Autor: Departamento de Comunicação