Acessibilidade

Diante da crise do coronavírus, prefeito dr. Japim Andrade tem medidas pioneiras na região

27 Mar 2020

Com a pandemia do coronavírus se instaurando em solo brasileiro, Campo Limpo Paulista contou com medidas emergenciais nos últimos dez dias para conter o avanço do vírus e também valorizar o trabalho dos funcionários públicos que estão à frente no combate ao covid-19, além de garantir segurança à população. 

Para o prefeito dr. Japim Andrade, unir forças em tempos de crise torna um município mais estável e seguro.

"Não é tempo de pensar somente no individual. Por mais que estejamos em isolamento social, com limitações profissionais e diante de uma pandemia, devemos ampliar mais nossos esforços na saúde pública, assim o coletivo é beneficiado. Pensando nisso, é que fizemos os decretos com objetivo de conter ao máximo o avanço do corona vírus e ampliar o atendimento destes casos em nossa cidade", disse o chefe do Executivo.

Além disso, o prefeito também citou que as medidas de emergência foram possíveis pela boa gestão desde de 2017, quando dr. Japim assumiu a Prefeitura. 

"Há quatro anos, quando entrei pelas portas da Prefeitura, pela primeira vez como prefeito, assumi a Prefeitura com mais de R$ 106 milhões em dívidas. Nossos incansáveis esforços para quitar e assumir a postura de um dos municípios mais idôneos no pagamento de seus compromissos, permitiram que hoje pudéssemos gerir esta crise sem pânico e com boa saúde financeira", pontuou Andrade.   

Entre as medidas tomadas pelo Poder Executivo estão:

- Suspensão do pagamento por dois meses (abril e maio) do IPTU de todos os cidadãos e comércios;

- Suspensão por dois meses (abril e maio) o ISS dos comércios e serviços;

- Prorrogação da cota única de 10% de desconto para pagamento do IPTU e Taxa da Coleta de Lixo, até 10 de maio de 2020;

- Investimento de R$ 3 milhões em adequações no hospital e UBS para aquisição de equipamentos, suprimentos e apoio à atual equipe;

- Vacinação de idosos de porta em porta, para garantir a segurança do grupo de risco no resguardo;

- Bônus salarial de 20% para os funcionários que estão integralmente na frente de combate e assistência por conta da COVID-19;

- Início da compra de 500 cestas básicas de segurança alimentar para as famílias mais vulneráveis do Cadastro Único;

- Permanência de comércios essenciais abertos seguindo normas do Ministério da Saúde e Organização Mundial da Saúde, além de horário especial para atendimento de idosos.

Importante: devido as constantes mudanças de combate ao COVID-19 (corona vírus), decretos municipal, estadual e federal estão sendo editados e revisados com certa frequência. Fiquem atentos ao site da Prefeitura e à página no Facebook.

Assessoria de Imprensa

Departamento de Comunicação de Campo Limpo Paulista

deixe um comentário